Home > Metais alcalinos-terrosos > Magnésio         

Magnésio

Para acessar o desenho artístico do elemento magnésio, clique aqui.

12
24,312
1.107
650
1,743
2

Mg
Magnésio

Dolomita, mineral que contém magnésio.
Dolomita, mineral que contém magnésio.

Em meio ao rápido progresso que experimentou a química ao longo do século XIX, a descoberta do magnésio representou o acesso a um metal extremamente leve, que experimentou que mais tarde teria ampla aplicação na indústria aeronáutica.

Magnésio é um elemento químico, de símbolo Mg, do grupo IIa da tabela periódica, no qual incluem-se os metais alcalino-terrosos, assim chamados em virtude do nome “terras” atribuído a seus óxidos. Em estado puro, é o mais leve dos metais conhecidos. Foi descoberto em 1808 por Sir Humphry Davy, para quem o composto conhecido como magnésia branca era o óxido de um novo metal. Ao fazer circular vapores de potássio sobre magnésia quente, extraiu o magnésio, utilizando mercúrio como catodo. Em ambos os casos obteve o magnésio como amálgama. O metal pôde ser isolado a partir de 1852, quando o alemão Robert Bunsen fabricou uma célula eletrolítica que permitia obtê-lo a partir do cloreto de magnésio.

Estado natural e obtenção

O magnésio é muito abundante na natureza (constitui 2,5% da crosta terrestre), principalmente em minerais rochosos como dolomita, olivina, magnesita e serpentina. Encontra-se também na água do mar, em águas salinas subterrâneas e em leitos salinos.

O metal pode ser obtido mediante o processo eletrolítico e o silicotérmico. Pelo primeiro, extrai-se o magnésio principalmente da água do mar, sendo também possível usar como matérias-primas magnesita, dolomita e águas salinas naturais. Por eletrólise do cloreto do magnésio, obtém-se o cloro e o magnésio metálicos. O processo silicotérmico ou ferrosilícico emprega como matéria-prima a dolomita. O mineral ferrosilícico liga de ferro e silício, é misturado à dolomita calcinada e prensado em pequenos tijolos, que são postos numa retorta de aço, submetidos ao vácuo e aquecidos a 1.200º C. Por esse processo, extrai-se o magnésio em forma de cristais, que se fundem.

Combinações:

O magnésio é quimicamente muito ativo. Combina-se com a maioria dos metais e com quase todos os ácidos, exceto o crômico e o fluorídrico em estado puro. Reage pouco com álcalis e compostos orgânicos. Como catalisador, ativa reações orgânicas de condensação, redução, adição e desalogenização. As ligas de magnésio, sobretudo com o alumínio, manganês, zircônio, zinco e lantanídeos, têm especial aplicação na fabricação de fuselagens, motores e rodas na indústria aeronáutica. O magnésio, potente redutor, é empregado também, em síntese química, na obtenção de titânio, berílio e urânio.

No Brasil, há jazidas de magnesita (MgCO3) no Ceará (Orós e Cariús) e na Bahia (Brumados). Junto com o potássio, é encontrado em abundância na bacia salífera de Sergipe. Grandes reservas de dolomita ocorrem no Paraná e em São Paulo.

Propriedades físicas e químicas do magnésio:
Número atômico: 12
Peso atômico: 24,312
Ponto de fusão: 651º C
Ponto de ebulição: 1.107º C
Densidade: 1,74 (20º C)
Estados de oxidação: +2
Configuração eletrônica: 1s22s22p63s2

 

 

 

 

 

   Desenhos Artísticos | Versões | Versão para Impressão | Vídeos | Família dos Elementos | História | Links | Contato 

  © 2011 Tabela Periódica Online | Termos de Uso | Mapa do Site                         

 

Objetivos do site Tabela Periódica Online:

O site Tabela Periódica Online é um site educacional, cujo objetivo é promover a difusão de conhecimentos acerca da química, especificamente sobre a tabela periódica e seus elementos, auxiliando alunos de ensino médio e superior em seus estudos. Este site também visa auxiliar professores no processo de educação de seus alunos, atuando como objeto facilitador, como ferramenta na preparação de suas aulas, exposição de conteúdos de uma forma interativa e atrativa ao aluno, utilizando tecnologias modernas de ensino, que englobam ferramentas como computador, multimídia, internet, informática, estudos online, educação à distância.

Público alvo deste site:

Estudantes do ensino / educação superior (faculdade, universidade), do ensino médio (colégio, escola pública ou particular), alunos que estão se preparando para o vestibular (cursinho, curso pré-vestibular, terceirão), alunos de curso de capacitação, curso preparatório para concurso público e vestibular, cursos online, educação à distância, cursos de preparação para o mercado de trabalho, treinamento empresarial, empregos e melhoria de currículo. Professores de ensino médio e educação superior, interessados em atualizar suas aulas com métodos modernos e atuais de educação, utilizando internet, laboratório de informática, computador e multimídia.

Ao utilizar este site em seus estudos, você deverá ser capaz de:

Localizar o elemento químico dentro da tabela periódica, citando seu nome, símbolo, sua família, grupo, número atômico e massa atômica. Identificar as principais características e funções do elemento em questão, como cor, densidade, abundância na natureza, localização no meio ambiente e aplicações. Deverá também conhecer dados históricos do elemento estudado, como o nome do cientista que o descobriu, data e local.

Envie sua colaboração: sugestões ou correções de conteúdo:  

Caso você queira dar sugestões de conteúdos relacionados com as informações acima, enviar correções ou atualizações pertinentes ao tema do site, entre em contato e envie-nos um e-mail com sua colaboração. Para isso, clique aqui.