Home > Metais de transição > Molibdênio          

Molibdênio

Para acessar o desenho artístico do elemento molibdênio, clique aqui.

42
95,94
5.560
2.610
10,2
6,5,4,3,2

Mo
Molibdênio

Amostra de molibdênio.

Amostra de molibdênio.

Elemento que durante muito tempo foi confundido com a grafita, o molibdênio tem importante aplicação na indústria siderúrgica como aditivo na fabricação de aços extremamente duros.

Molibdênio é um metal branco-prateado, muito resistente e menos dúctil que o tungstênio, elemento com o qual se parece. De símbolo Mo, faz parte do grupo VIb da tabela periódica e está entre os três elementos de mais alto ponto de ebulição, o que o dificulta acentuadamente seu uso industrial.

Em 1778 o químico sueco Carl Wilhelm Scheele demonstrou a molybdaina — posteriormente denominado molibdenita e que até então se pensava ser um minério de chumbo ou grafita — continha enxofre e possivelmente um elemento químico ainda desconhecido. Outro sueco, Peter Jacob, conseguiu isolar o metal em 1782 e lhe deu o nome molybdus, “chumbo”.

Elemento relativamente raro, o molibdênio não se encontra em estado livre na natureza. A molibdenita é sua principal fonte comercial. Também pode ser obtido da vulfenita e da bowelita, ou como subproduto nas minerações e do cobre. Componente essencial das plantas, atua como catalisador nas leguminosas e auxilia as bactérias a fixar nitrogênio. Alguns compostos se usam micronutrientes.

O molibdênio tem aplicação na produção de ligas ferrosas e não ferrosas, pois as torna mais resistentes à corrosão. Entre os compostos, o mais importante é o trióxido de molibdênio (MoO3), ap partir do qual se preparam outros. O dissulfeto de molibdênio (MoS2), parecido com a grafita, é usado como lubrificante ou como aditivo para gorduras e óleos. Outros compostos são amplamente empregados na indústria eletrônica e na produção de pigmentos para tintas e cerâmica.

Propriedades físicas e químicas do molibdênio:
Número atômico: 42
Peso atômico: 95,94
Ponto de fusão: 2.610º C
Ponto de ebulição: 5.560º C
Densidade: 10,2 (20º C)
Estados de oxidação: 0, +2, +3, +4, +5, +4
Configuração eletrônica: 2-8-18-13-1 ou (Kr) 4d55s1

 

 

 

   Desenhos Artísticos | Versões | Versão para Impressão | Vídeos | Família dos Elementos | História | Links | Contato 

  © 2011 Tabela Periódica Online | Termos de Uso | Mapa do Site                        

 

 

Objetivos do site Tabela Periódica Online:

O site Tabela Periódica Online é um site educacional, cujo objetivo é promover a difusão de conhecimentos acerca da química, especificamente sobre a tabela periódica e seus elementos, auxiliando alunos de ensino médio e superior em seus estudos. Este site também visa auxiliar professores no processo de educação de seus alunos, atuando como objeto facilitador, como ferramenta na preparação de suas aulas, exposição de conteúdos de uma forma interativa e atrativa ao aluno, utilizando tecnologias modernas de ensino, que englobam ferramentas como computador, multimídia, internet, informática, estudos online, educação à distância.

Público alvo deste site:

Estudantes do ensino / educação superior (faculdade, universidade), do ensino médio (colégio, escola pública ou particular), alunos que estão se preparando para o vestibular (cursinho, curso pré-vestibular, terceirão), alunos de curso de capacitação, curso preparatório para concurso público e vestibular, cursos online, educação à distância, cursos de preparação para o mercado de trabalho, treinamento empresarial, empregos e melhoria de currículo. Professores de ensino médio e educação superior, interessados em atualizar suas aulas com métodos modernos e atuais de educação, utilizando internet, laboratório de informática, computador e multimídia.

Ao utilizar este site em seus estudos, você deverá ser capaz de:

Localizar o elemento químico dentro da tabela periódica, citando seu nome, símbolo, sua família, grupo, número atômico e massa atômica. Identificar as principais características e funções do elemento em questão, como cor, densidade, abundância na natureza, localização no meio ambiente e aplicações. Deverá também conhecer dados históricos do elemento estudado, como o nome do cientista que o descobriu, data e local.

Envie sua colaboração: sugestões ou correções de conteúdo:  

Caso você queira dar sugestões de conteúdos relacionados com as informações acima, enviar correções ou atualizações pertinentes ao tema do site, entre em contato e envie-nos um e-mail com sua colaboração. Para isso, clique aqui.