Home > Metais de transição > Platina          

Platina

Para acessar o desenho artístico do elemento platina, clique aqui.

78
195,09
4.530
1.769
21,4
2,4

Pt
Platina

Amostra de platina.

Amostra de platina.

A platina foi muito utilizada para adulterar o ouro, dada a semelhança entre os dois metais. No século XX, contudo, os valores se inverteram e a platina se tornou o metal mais precioso.

Platina é um elemento químico pertencente do grupo VIII da tabela periódica, de símbolo Pt, de densidade 21,4, só funde a 1.755º C. É um metal sólido branco-acinzentado, maleável e tenaz. Absorve os gases, em especial, o hidrogênio, sobretudo quando está dividida. Em estado bruto, é um metal nobre encontrado em forma de pepitas nas proximidades de jazidas de cobre e ouro. Dúctil e maleável, é o mais estável e inalterável dos metais. Tem cor branca metálica e se dissolve em água régia e cloro. Foi descrita em 1748, pelo espanhol Alejandro de Ulloa, depois que os conquistadores a descobriram no México e outras regiões da América do Sul. Inoxidável em qualquer temperatura, combina-se a quente com o cloro, o enxofre, os metais fusíveis. Inatacável pelos ácidos, dissolve-se na água-réfia. É um catalisador de oxidação, sobretudo se trata da esponja de platina, massa esponjosa que inflama a mistura de hidrogênio e oxigênio.

A platina é bivalente nos compostos platinosos, quadrivalente nos compostos platínicos; os mais importantes são, respectivamente, os cloretos PtCl2 e PtCl4, que dão complexos com o ácido clorídrico, o amoníaco e os cianetos.

Apesar da alta estabilidade, a platina reage com o cloro e os metais alcalinos e forma ligas com o chumbo e o antimônio. Suas estruturas cristalinas se rompem em contato com o carbono, o fósforo e o silício, o que a torna extremamente quebradiça. A platina é muito apreciada na criação de jóias. Sua maior aplicação, no entanto, é na fabricação de utensílios de laboratório. Também é usada em larga escala em próteses dentárias e ortopédicas. Os maiores produtores mundiais desse metal são a Rússia, a África do Sul e o Canadá. Também há importantes jazidas na Colômbia.

 

 

 

   Desenhos Artísticos | Versões | Versão para Impressão | Vídeos | Família dos Elementos | História | Links | Contato 

  © 2011 Tabela Periódica Online | Termos de Uso | Mapa do Site                        

 

 

Objetivos do site Tabela Periódica Online:

O site Tabela Periódica Online é um site educacional, cujo objetivo é promover a difusão de conhecimentos acerca da química, especificamente sobre a tabela periódica e seus elementos, auxiliando alunos de ensino médio e superior em seus estudos. Este site também visa auxiliar professores no processo de educação de seus alunos, atuando como objeto facilitador, como ferramenta na preparação de suas aulas, exposição de conteúdos de uma forma interativa e atrativa ao aluno, utilizando tecnologias modernas de ensino, que englobam ferramentas como computador, multimídia, internet, informática, estudos online, educação à distância.

Público alvo deste site:

Estudantes do ensino / educação superior (faculdade, universidade), do ensino médio (colégio, escola pública ou particular), alunos que estão se preparando para o vestibular (cursinho, curso pré-vestibular, terceirão), alunos de curso de capacitação, curso preparatório para concurso público e vestibular, cursos online, educação à distância, cursos de preparação para o mercado de trabalho, treinamento empresarial, empregos e melhoria de currículo. Professores de ensino médio e educação superior, interessados em atualizar suas aulas com métodos modernos e atuais de educação, utilizando internet, laboratório de informática, computador e multimídia.

Ao utilizar este site em seus estudos, você deverá ser capaz de:

Localizar o elemento químico dentro da tabela periódica, citando seu nome, símbolo, sua família, grupo, número atômico e massa atômica. Identificar as principais características e funções do elemento em questão, como cor, densidade, abundância na natureza, localização no meio ambiente e aplicações. Deverá também conhecer dados históricos do elemento estudado, como o nome do cientista que o descobriu, data e local.

Envie sua colaboração: sugestões ou correções de conteúdo:  

Caso você queira dar sugestões de conteúdos relacionados com as informações acima, enviar correções ou atualizações pertinentes ao tema do site, entre em contato e envie-nos um e-mail com sua colaboração. Para isso, clique aqui.