Home > Não-metais > Bromo          

Bromo

Para acessar o desenho artístico do elemento bromo, clique aqui.

35
79,909
-34,7
-101,0
1,56
±1,5

Br

Bromo

Amostra de Bromo.
Amostra de Bromo.

Em 1826, Antonie-Jérôme Balard isolou, a partir da concentração residual da água das salinas, uma substância líquida avermelhada e de odor penetrante, que seria chamada bromo (do grego bromos, “aroma”).

Metalóide, do símbolo Br, de peso atômico 79,909, o bromo enquadra-se no grupo VIIa da tabela  periódica, que reúne os chamados halogênios, elementos não metálicos que apresentam grande afinidade por outros corpos e que, assim, tendem à formação de sais. O bromo não é encontrado em estado elementar na natureza, mas existe em abundância na forma de sais de bromo na água do mar e dela é obtido reação com cloro. Apresenta-se como uma mescla de dois isótopos principais (variedades de um mesmo elemento com número de nêutrons diferente), Br79 e Br81, com a presença de traços de isótopos diferentes, com propriedades radioativas.

Como os demais halogênios, o bromo caracteriza-se por sua elevada capacidade de oxidação, responsável pela  facilidade para combinar com outros elementos e dissolver-se em numerosos compostos orgânicos, como álcool, o clorofórmio e o tetracloreto de carbono. A propriedade oxidante do bromo é também responsável pela liberação de uma elevada quantidade de calor em reações com determinados elementos, como o fósforo e o alumínio, com risco de explosões. Combina-se com o hidrogênio ao rubro (formação de Hbr) e destrói certos compostos hidrogenados, principalmente matérias orgânicas. Une-se aos metais para dar brometos.

Entre seus compostos químicos destaca-se, pela importância industrial, o ácido bromídrico, HBr. Trata-se de um gás incolor, solúvel em água, muito utilizado em diversos processos tecnológicos e em pesquisas químicas, como catalisador de reações orgânicas (isto é, acelera esse processo em intervir neles). Cabe mencionar também o dibromoetano, líquido empregado como aditivo de chumbo do cilindro nos motores a explosão; o brometo de prata (AgBr), sensível à luz, utilizado em emulsões fotográficas; e o bromofórmio (CHBr3), solvente orgânico utilizado em muitos processos de extração.

 

 

 

   Desenhos Artísticos | Versões | Versão para Impressão | Vídeos | Família dos Elementos | História | Links | Contato 

  © 2011 Tabela Periódica Online | Termos de Uso | Mapa do Site                       

 

 

Objetivos do site Tabela Periódica Online:

O site Tabela Periódica Online é um site educacional, cujo objetivo é promover a difusão de conhecimentos acerca da química, especificamente sobre a tabela periódica e seus elementos, auxiliando alunos de ensino médio e superior em seus estudos. Este site também visa auxiliar professores no processo de educação de seus alunos, atuando como objeto facilitador, como ferramenta na preparação de suas aulas, exposição de conteúdos de uma forma interativa e atrativa ao aluno, utilizando tecnologias modernas de ensino, que englobam ferramentas como computador, multimídia, internet, informática, estudos online, educação à distância.

Público alvo deste site:

Estudantes do ensino / educação superior (faculdade, universidade), do ensino médio (colégio, escola pública ou particular), alunos que estão se preparando para o vestibular (cursinho, curso pré-vestibular, terceirão), alunos de curso de capacitação, curso preparatório para concurso público e vestibular, cursos online, educação à distância, cursos de preparação para o mercado de trabalho, treinamento empresarial, empregos e melhoria de currículo. Professores de ensino médio e educação superior, interessados em atualizar suas aulas com métodos modernos e atuais de educação, utilizando internet, laboratório de informática, computador e multimídia.

Ao utilizar este site em seus estudos, você deverá ser capaz de:

Localizar o elemento químico dentro da tabela periódica, citando seu nome, símbolo, sua família, grupo, número atômico e massa atômica. Identificar as principais características e funções do elemento em questão, como cor, densidade, abundância na natureza, localização no meio ambiente e aplicações. Deverá também conhecer dados históricos do elemento estudado, como o nome do cientista que o descobriu, data e local.

Envie sua colaboração: sugestões ou correções de conteúdo:  

Caso você queira dar sugestões de conteúdos relacionados com as informações acima, enviar correções ou atualizações pertinentes ao tema do site, entre em contato e envie-nos um e-mail com sua colaboração. Para isso, clique aqui.