Home > Não-metais > Enxofre          

Enxofre

Para acessar o desenho artístico do elemento enxofre, clique aqui.

16
32,064
444,6
119,0
2,07
6,3,3,4,-2

S

Enxofre

Amostra de enxofre.
Amostra de enxofre.

Gregos e romanos usavam o enxofre em fumigações e também se valiam dos vapores de sua combustão no branqueamento de tecidos. Misturado com salitre e carvão, foi empregado no fabrico da pólvora pelos chineses do século XI e introduzido na Europa por volta do século XIV.

O enxofre é um elemento químico não metálico, de símbolo S, pertencente ao grupo VIa da tabela periódica (grupo dos calcogênios), juntamente com o oxigênio, o selênio, o telúrio e o polônio.

Propriedades e ocorrência:

O enxofre apresenta a propriedade conhecida como alotropia, isto é, pode cristalizar-se de maneiras diferentes. A forma alotrópica mais estável à temperatura ambiente é o enxofre ortorrômbico (Sα), devido à sua estrutura cristalina octaédrica. Apresenta coloração de um amarelo característico, é frágil e insolúvel em água, mais solibiliza em dissulfeto de carbono. O enxofre monoclínico (Sβ), segunda variedade alotrópica desse elemento, é estável entre 95,5 e 119º C, e obtém-se a partir do vagaroso resfriamento do enxofre fundido.

O enxofre é encontrado na natureza em estado livre ou em compostos, sobretudo na forma de sulfetos e sulfatos. Existem depósitos de enxofre livre nas regiões vulcânicas, onde ocorre em nas fissuras das lavas ou em crateras de vulcões extintos (tipo solfatárico). A ação química de materiais betuminosos ou ação redutora de microrganismos sobre o sulfato de cálcio gera o enxofre tipo gesso.

O enxofre de natureza vulcânica representa menos de 5% da população mundial, que provém quase totalmente dos depósitos sedimentares terciários, deformados pela intrusão do sal, como acontece na Louisiana e no Texas, nos Estados Unidos, e em Vera Cruz, no istmo de Tehuantepec, no México. Nesse tipo de depósito o enxofre é encontrado impregnado calcários porosos, na periferia dos domos salinos algumas vezes também petrolíferos.

Os principais compostos naturais de enxofre são a galena (sulfeto de chumbo), a blenda (sulfeto de zinco), o cinábrio (sulfeto de mercúrio), a estibinita (sulfeto de antimônio), a pirita de cobre (sulfeto de cobre), o sulfato de cálcio (gesso) e o espato pesado (sulfeto de bário). O enxofre é também encontrado em tecidos e estruturas animais e vegetais como a cebola, o alho, a mostarda, muitos óleos, o pêlo, os ovos, as proteínas. Nas águas de muitas fontes, e na forma de gases sulforosos.

Extração e aplicações:

Quando o enxofre é de natureza sedimentar, pode ser extraído por processos diversos. O proveniente da Sicília, por exemplo, obtém-se aquecendo o minério em fornos especiais, para volatilizá-lo e recolhê-lo em câmaras de sublimação, em estado de pureza. Quando o enxofre se acha infiltrado em formações muito profundas, como ocorre no golfo do México, capeado por camadas de areia sem coesão, de lodo, e de arenito com petróleo e gás natural, não são possíveis de aplicação os métodos tradicionais de minera por poços e galerias. Emprega-se, nesse caso, o método desenvolvido por Herman Flasch, que deu grande impulso ao desenvolvimento das indústrias que dependem do enxofre.

O método Frasch consiste em cavar poços, introduzindo-se nas rochas sedimentares três tubos concêntricos. Pelo tubo externo é injetada água superaquecida, destinada a fundir o enxofre em seu depósito subterrâneo; no tubo de menor diâmetro injeta-se ar sobre forte pressão para forçar o enxofre líquido a subir à superfície, através da tubulação intermediária.

Em alguns países o enxofre é retirado dos gases destilados do petróleo, gases residuais da fabricação de coque e da hulha, destilações de folhetos pirobetuminosos, e de minérios como a pirita ferrífera e a anidrita.

Aproximadamente oitenta por cento do enxofre produzido no mundo é consumido na fabricação de acido sulfúrico. A grande importância do acido sulfúrico prende-se ao fato de ser empregado em quase todos os ramos do processo industrial, como na fabricação de fertilizantes, de ácidos e sais minerais, de corantes e de inseticidas, assim como em explosivos, em metalurgia, no refino de petróleo, como catalisador em numerosas indústrias de produtos orgânicos, na indústria petroquímica, etc.

Propriedades físicas e químicas do enxofre:

Número atômico: 16
Peso atômico: 32,064
Ponto de fusão:
     forma amorfa: 50º C
     forma cinza: 112,8º C
Ponto de ebulição: 444,6º C
Densidade (20º C):
     enxofre monoclínico: 1,96g/cm3
     enxofre ortorrômbico: 2,07g/cm3
Estados de oxidação: -2, +4, +6
Configuração eletrônica: 1s22s22p63s23p4
 
 

 

 

   Desenhos Artísticos | Versões | Versão para Impressão | Vídeos | Família dos Elementos | História | Links | Contato 

  © 2011 Tabela Periódica Online | Termos de Uso | Mapa do Site                       

 

 

Objetivos do site Tabela Periódica Online:

O site Tabela Periódica Online é um site educacional, cujo objetivo é promover a difusão de conhecimentos acerca da química, especificamente sobre a tabela periódica e seus elementos, auxiliando alunos de ensino médio e superior em seus estudos. Este site também visa auxiliar professores no processo de educação de seus alunos, atuando como objeto facilitador, como ferramenta na preparação de suas aulas, exposição de conteúdos de uma forma interativa e atrativa ao aluno, utilizando tecnologias modernas de ensino, que englobam ferramentas como computador, multimídia, internet, informática, estudos online, educação à distância.

Público alvo deste site:

Estudantes do ensino / educação superior (faculdade, universidade), do ensino médio (colégio, escola pública ou particular), alunos que estão se preparando para o vestibular (cursinho, curso pré-vestibular, terceirão), alunos de curso de capacitação, curso preparatório para concurso público e vestibular, cursos online, educação à distância, cursos de preparação para o mercado de trabalho, treinamento empresarial, empregos e melhoria de currículo. Professores de ensino médio e educação superior, interessados em atualizar suas aulas com métodos modernos e atuais de educação, utilizando internet, laboratório de informática, computador e multimídia.

Ao utilizar este site em seus estudos, você deverá ser capaz de:

Localizar o elemento químico dentro da tabela periódica, citando seu nome, símbolo, sua família, grupo, número atômico e massa atômica. Identificar as principais características e funções do elemento em questão, como cor, densidade, abundância na natureza, localização no meio ambiente e aplicações. Deverá também conhecer dados históricos do elemento estudado, como o nome do cientista que o descobriu, data e local.

Envie sua colaboração: sugestões ou correções de conteúdo:  

Caso você queira dar sugestões de conteúdos relacionados com as informações acima, enviar correções ou atualizações pertinentes ao tema do site, entre em contato e envie-nos um e-mail com sua colaboração. Para isso, clique aqui.