Home > Outros metais > Germânio          

Germânio

Para acessar o desenho artístico do elemento germânio, clique aqui.

32
72,59
2.830
937,4
5,32
4

Ge
Germânio

Amostra de germanita, fonte de germânio.
Amostra de germanita, fonte de germânio.

Descoberto em 1886 pelo químico alemão Clemens Winkler quando analisava um minério de Freiberg, da Saxônia, o germânio teve, no entanto sua existência prevista 15 anos antes por Mendeleiv, que o chamou aca-silício.

O germânio é um elemento químico de símbolo Ge, do grupo IVa da tabela periódica, situado entre o silício e os estanho. De propriedades intermediárias entre metais e não-metais, é um metalóide raro, cinza-prateado, brilhante e quebradiço. Não é atacado pelo ácido clorídrico. A solução de potássio ataca-o ligeiramente. Na natureza, o germânio apresenta-se na argirodita (GeS2.4Ag2.S), com um teor de cinco a sete por cento, e na germanita, ou tiogermanato de ferro e cobre (2GeS2.FeS.3Cu2.S). Em minério de zinco, ocorre na de carvão e de petróleo. O elemento é separado dos outros metais do minério por transformação em tetracloreto de germânio e conseqüentemente destilação fracionada do GeCl4, que pode ser volátil. A obtenção de germânio se faz por redução do dióxido, com hidrogênio ou carvão roxo.

Em 1954, descobriram-se suas propriedades de microcondutor, de importância revolucionária para a eletrônica. Embora suas outras substâncias sejam hoje usadas como microcondutores, o germânio é ainda indispensável para a fabricação de transistores e de componentes para retificadores de corrente e células fotoelétricas. É usado também como quimioterápico e na química dos organogermânios. O óxido de germânio é empregado no fabrico das objetivas de microscópios e câmaras fotográficas.

 

 

 

   Desenhos Artísticos | Versões | Versão para Impressão | Vídeos | Família dos Elementos | História | Links | Contato 

  © 2011 Tabela Periódica Online | Termos de Uso | Mapa do Site                                       

 

 

Objetivos do site Tabela Periódica Online:

O site Tabela Periódica Online é um site educacional, cujo objetivo é promover a difusão de conhecimentos acerca da química, especificamente sobre a tabela periódica e seus elementos, auxiliando alunos de ensino médio e superior em seus estudos. Este site também visa auxiliar professores no processo de educação de seus alunos, atuando como objeto facilitador, como ferramenta na preparação de suas aulas, exposição de conteúdos de uma forma interativa e atrativa ao aluno, utilizando tecnologias modernas de ensino, que englobam ferramentas como computador, multimídia, internet, informática, estudos online, educação à distância.

Público alvo deste site:

Estudantes do ensino / educação superior (faculdade, universidade), do ensino médio (colégio, escola pública ou particular), alunos que estão se preparando para o vestibular (cursinho, curso pré-vestibular, terceirão), alunos de curso de capacitação, curso preparatório para concurso público e vestibular, cursos online, educação à distância, cursos de preparação para o mercado de trabalho, treinamento empresarial, empregos e melhoria de currículo. Professores de ensino médio e educação superior, interessados em atualizar suas aulas com métodos modernos e atuais de educação, utilizando internet, laboratório de informática, computador e multimídia.

Ao utilizar este site em seus estudos, você deverá ser capaz de:

Localizar o elemento químico dentro da tabela periódica, citando seu nome, símbolo, sua família, grupo, número atômico e massa atômica. Identificar as principais características e funções do elemento em questão, como cor, densidade, abundância na natureza, localização no meio ambiente e aplicações. Deverá também conhecer dados históricos do elemento estudado, como o nome do cientista que o descobriu, data e local.

Envie sua colaboração: sugestões ou correções de conteúdo:  

Caso você queira dar sugestões de conteúdos relacionados com as informações acima, enviar correções ou atualizações pertinentes ao tema do site, entre em contato e envie-nos um e-mail com sua colaboração. Para isso, clique aqui.